Sexta-feira, 31 de Outubro de 2008

Jornadas Diocesanas dos catequistas - Peniche - 25.10.2008

 

 

Como vos dissemos, no fim-de-semana passado, fomos às Jornadas Diocesanas dos Catequistas, a Peniche. Foi a data que conseguimos conciliar e, assim, ainda aproveitámos para dar uma volta por aquelas bandas.

 

Antes, já tinham decorrido jornadas com o mesmo conteúdo programático em Rio de Mouro (11 de Out.), Forte da Casa (12 de Out.), S. Domingos de Benfica (18 de Out.) e Penafirme (25 de Out.).

 

Já agora, alguém mais participou nas Jornadas? Em Lisboa soubemos que foi complicado pois calharam no dia em que houve inundações.

 

Então, da parte da manhã tivemos uma formação mais teórica, sobre S. Paulo (estamos no ano Paulino). Fomos acolhidos pelo orador, o Pe. Paulo do departamento da catequese, que também apresentou o Pe. Pedro, prior de Peniche. Engraçados os nomes deles: Pedro e Paulo, vinha a propósito.

 

Quanto à formação propriamente dita, (agora vamos aos nossos apontamentos), de salientar a importância de sermos formados de consciência, de vontade e de fé. Fomos recordados que “a fé sem obras não vale nada mas se as obras não forem fruto da fé, também de pouco servem”.

 

Foram apontados 3 aspectos para reflectirmos sobre a vida do apóstolo S. Paulo:

 

1 – O seu Amor e a sua Valentia na hora de pregar o Evangelho.

“Já não sou eu que vivo; é Cristo que vive em mim. E a minha vida presente, vivo-a por meio da fé no Filho de Deus, que me teve amor e deu a Sua vida por mim”.

Somos catequistas de uma Igreja Missionária. Não podemos ser funcionários nem voluntários, temos de ser apaixonados e ir com valentia.

Muitas vezes a catequese resulta porque a criança se sente amada pelo seu catequista e pela comunidade.

 

A liberdade da missão – Gl. 1, 15 – “Deus, pelo Seu Amor, escolheu-me”.

 

2 – A sua experiência da unidade da Igreja com Jesus Cristo. Jesus identifica-se com a Igreja num só sujeito.

Neste ponto falámos do eixo fundamental de termos a Igreja unida, centrada na Eucaristia, estando unidos uns aos outros.

 

Tivemos a proposta de, centrar a reunião de início de ano, não só na planificação mas principalmente na resposta à pergunta: Como é que este ano nos vamos amar? No grupo de catequese, catequistas, Comunidade Paroquial...

Constatámos que o catequista é rosto da comunidade onde quer que se encontre... na rua, na fila do supermercado...

 

3 – A consciência de que o sofrimento está inseparavelmente unido à evangelização, ao amor. Quem quer evitar o sofrimento, ao afastá-lo de si, afasta a própria vida.

 

O tema geral proposto à catequese para este ano é “Sei em quem pus a minha confiança” (2 Tm 1, 12).

 

Foram dadas sugestões de visitas às Igrejas de S. Paulo em Lisboa e na Malveira (esta mais preparada).

 

A concluir esta primeira parte das jornadas: “Se não tivermos amor, não somos nada”.

 

Às 12h00 tivemos Eucaristia e de seguida foi o almoço oferecido pela paróquia de Peniche.

 

Bem, da parte da tarde houve ateliers. Nós escolhemos (e não nos arrependemos!) o atelier sobre Catequese e Educação Vocacional. Muito bom, teve como formador o Pe. Zé Miguel do Seminário dos Olivais.

 

publicado por catequesedolumiar às 18:08
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Isso para mim é que é Nat...

. Advento e Festa de Natal ...

. Se o teu pai e a tua mãe ...

. Calendário da Catequese 2...

. Parabéns ao catequista He...

. Vale a pena!

. "Toma a tua cruz e segue-...

. Via Sacra - Convite para ...

. Já na 2ª semana da quares...

. Festa dos Reis da Cateque...

.arquivos

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

.tags

. todas as tags

.links

.Quantos somos

HTML Hit Counter
African American Date

.Patrocinados por:

blogs SAPO

.subscrever feeds